Encotre Aqui!

Carregando...

15 de novembro de 2012

Copa do Mundo 2014: Está Ruim mas, o que Estamos Fazendo para Ajudar?


Trânsito para voltar do trabalho para casa? Imagina na copa! Caos nos aeroportos antes do feriado? Imagina na copa! Apagão no Nordeste? Imagina na copa! Quantas vezes você já repetiu essa expressão desde que o Brasil foi anunciado como país sede da Copa do Mundo de 2014?


Mariana Ribeiro e Fernanda Cabral repetiram muitas vezes. “De certa forma, parece que já existe uma torcida contra e que as pessoas se posicionam dessa forma só para dizer depois que já sabiam que ia dar errado”, avalia Mariana.

O estalo que levou à mudança de postura das meninas veio em um momento em que ambas vinham repensando suas profissões. Elas trabalhavam há cerca de quatro anos em um grande banco e, apesar de estarem felizes com os empregos, sentiam falta de aliar trabalho com propósito pessoal.

“E se em vez de reclamar, a gente se organizasse para fazer as coisas darem certo para o país? E se a gente convidasse as pessoas para construírem o 2014 que elas gostariam de ver?”. Esses foram os questionamentos que fizeram, lembra Mariana.

Imagina na Copa!
A ideia das meninas conquistou Mariana Campanatti e Tiago Pereira. Hoje, os quatro fundadores são “faz-tudo” no projeto Imagina na Copa e estão em busca de histórias de jovens transformadores. O objetivo é ajudar os jovens que queiram realmente fazer alguma coisa para contribuir com o país e também dar visibilidade àqueles que já estão fazendo a sua parte.

Mariana Ribeiro explica que eles já receberam indicações de diversas partes do Brasil e, com elas, estão montando uma rede que deve englobar as 12 cidades sede do evento esportivo. Os projetos selecionados serão divulgados no site www.imaginanacopa.com.br através de textos e vídeos. Além disso, haverá informações sobre como os internautas podem se envolver em cada uma das iniciativas, viabilizando também o direcionamento de recursos.

No ano que vem, o Imagina na Copa começará a organizar oficinas nessas 12 cidades, viabilizando um contato próximo com os jovens transformadores de cada uma delas. Já o site, que divulgará a iniciativa e os projetos, estará de cara nova ainda neste ano.

“Nós sempre falamos da Copa como um prazo porque acreditamos que estabelecer um horizonte de tempo é importante, mas a Copa não é nosso objetivo principal. É importantíssimo prepararmos o país para isso, mas mais importante ainda é o prepararmos para nós mesmos”, explica Mariana.
E acrescenta: “A imaginação é coisa muito boa. E, se dá para imaginar, tem que imaginar que vai ser bom”. Então, Imagina na Copa!

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário